CoachingDicasEntrevista de Emprego

Pesquisa da Ricci RH aponta um aumento no número de profissionais ainda trabalhando, mas em busca de recolocação

Escrito por 27 de julho de 2018 Sem comentários

Segundo o Gestor de Carreiras, Claudio Riccioppo, em suas pesquisas, afirma que atualmente existe um aumento no número de profissionais empregados que continuam em busca de recolocação e progressão no mercado de trabalho. Isso se dá porque viemos de um longo período de demissões e redução salarial. Já em 2018 o mercado iniciou uma pequena melhoria no cenário de empregabilidade, fazendo com que, por exemplo, vagas antes se procrastinavam para serem fechadas e duravam meses “nas mãos” dos selecionadores.

Atualmente, ocorreu uma pequena melhoria, e esta já faz com que profissionais (que na época da crise tiveram que submeter a salários muito baixos) já iniciem um processo de análise de oportunidades a fim de retornar ao seu patamar anterior, ou pelo menos algo intermediário.

Pela mesma crise, muitos empregados ficaram anos sem um crescimento profissional, pois a empresa mais lutava para mantê-lo empregado e não o perder, do que pensar em talvez promovê-lo. Logo, esses profissionais estagnados por algum período, hoje como já sentem essa inicial melhoria no mercado e buscam novas oportunidades (mesmo que seja apenas para ter algo em mãos antes de negociar com seu atual contratante).

Uma dica importante é: cuidado para não tentar fazer as duas coisas (trabalhar e buscar recolocação profissional), pois você pode não ter tempo para fazer as duas com excelência e acabar não conseguindo sucesso em ambas, ficando sem o atual e um novo emprego. Se você não tem tempo para fazer isso bem feito e não sabe como fazer da melhor maneira, deixe a cargo de um Gerente de Carreiras especialista, de sua confiança, que este sim terá tempo integral para atender à sua nova expectativa, permitindo o sucesso no seu trabalho.

Ressalto também que nestas novas entrevistas de recolocação, o profissional deve tomar cuidado para não “falar mal da sua atual empresa” para esta, pois se você está saindo dela, a probabilidade de acontecer o mesmo ao sair da próxima será evidente – pensa assim, o recrutador.

Siga mais dicas no site:

https://www.claudioriccioppo.com/dicas-profissionais